O rei, a rainha, a pequena miss e o diretor

Scorsese em noite de glória :^) 
Finalmente Scorsese, que acima aparece ao lado de dois outros grandes diretores (Coppola e Spielberg) e de George Lucas, levou seu desejadíssimo Oscar para casa.

Com o maior número de indicações ao Oscar 2007 – num total de oito (três delas somente na categoria de melhor canção) – o sonho de Dreamgirls – Em Busca de um Sonho virou pesadelo. É que este filme chatinho recebeu apenas dois prêmios, o de Mixagem de Som e o de Atriz Coadjuvante para a estreante Jennifer Hudson. Nem o de melhor canção ele abiscoitou (quem levou o prêmio foi a música I Need to Wake Up, do filme Uma Verdade Inconveniente).

Babel foi outra produção com grande número de indicações (sete), mas que também foi esnobada pela Academia ao receber apenas um prêmio – o de Trilha Sonora –, e Diamante de Sangue, com cinco indicações, ficou sem nada. A “realeza” deste Oscar recebeu um prêmio cada: Melhor Ator para Forest Whitaker (por O Último Rei da Escócia) e Melhor Atriz, para Helen Mirren (por A Rainha). Porém, há uma grande diferença entre eles, pois enquanto aquele recebeu apenas uma indicação (e foi vitoriosa), A Rainha teve seis indicações e somente venceu naquela em que era favorita absoluta.

As grandes surpresas deste ano ficaram por conta de Pequena Miss Sunshine – com quatro indicações, ganhou duas –, O Labirinto do Fauno – com seis indicações, ganhou três – e Uma Verdade Inconveniente, com apenas duas indicações, arrebatou as duas.

O grande vencedor foi Scorsese, cujo filme faturou quatro prêmios, incluindo Melhor Diretor e Melhor Filme. E foi justamente aí que aconteceu a maior injustiça da premiação deste ano. Na ânsia de finalmente premiar o outrora injustiçado (e lendário) diretor Martin Scorsese, a Academia acabou por cometer uma injustiça com Clint Eastwood, cujo filme Cartas de Iwo Jima mereceria o prêmio maior. Achei um exagero o Oscar de Melhor Filme para Os Infiltrados. Mas a Academia sempre comete injustiças. No ano passado, por exemplo, Boa Noite e Boa Sorte (que é uma produção muito superior a qualquer um de seus concorrentes) perdeu para Crash, No Limite, que é muito bom, mas não é melhor que o filme de George Clooney. No futuro, quem sabe, a Academia poderá dar um prêmio à Clooney para corrigir o equívoco de 2006… e assim, cometer uma nova injustiça.

Saiba mais visitando os seguintes links:
Site oficial da Academia – 79th Annual Academy Awards
Página do Terra sobre o Oscar – Cinema – Oscar 2007
Matéria com a lista dos indicados, publicada no Folha Online

Um comentário em “O rei, a rainha, a pequena miss e o diretor

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s