Uma família maluca por confusão

Homer e Marge - Clique para ampliar
O filme dos Simpsons estreou nos Estados Unidos no dia 27 de julho e aqui, no Brasil, a família mais maluca da TV chegou aos cinemas na semana passada, dia 16. Tanto lá, como cá, Os Simpsons estrearam em primeiro lugar e agradou em cheio aos fãs e à crítica especilizada.Homer e Bart - Clique para ampliar

No artigo publicado no New York Times, que você pode ler aqui traduzido por Clara Allain, o jornalista A. O. Scott afirma que o grande benecício da chegada da famosa série à tela grande, é justamente apreciá-la por novos ângulos. Cinemascope é “a forma ideal de apreciar o paraíso que é Springfield”, conclui. “Também há cenas de multidões numa escala raramente tentada na TV”.

E é justamente essa novidade, além da crescente espectativa – acumulada em 18 anos de espera –, que levou multidões de fãs e curiosos ao cinemas em vários países. Só para ter uma idéia de número de ingressos vendidos, a Reuters informou que Os Simpsons faturou, em seu primeiro fim de semana, US$ 27,8 milhões no Reino Unido, e quase metade disso na Alemanha (US$ 14,2 milhões). No Brasil o filme obteve renda de quase US$ 5 milhões, liderando o ranking no país, segundo o site Filme B. Já a renda divulgada nos EUA foi de pouco mais de US$74 milhões. Em 29 dias de exibição nos Estados Unidos, a animação da Fox já faturou mais de US$ 170 milhões. São números excelentes para um filme que custou US$ 75 milhões.

Leia mais e baixe alguns papéis de parede exclusivos de Os Simpsons, que fiz com imagens de divulgação para imprensa, clicando aqui. As cenas que ilustram este texto também podem ser baixadas em alta resolução. É só clicar nas duas imagens.

Aproveite que você está navegando e divirta-se visitando também o ótimo site oficial do filme. Lá você vai encontrar alguns wallpapers muito bons, ícones, imagens e um protetor de tela com o Homer fazendo uma das coisas preferidas dele.

Se você é assinante do UOL ou da Folha de S.Paulo, também pode ler o artigo Os Simpsons – O Filme de A a Z, publicado no New York Times.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s