Vende-se Naiara, de Nico Rosso

Naiara 6 - Clique para ampliarNaiara 8 - Clique para ampliar
Fuçando no Mercado Livre encontra-se coisas há muito esquecidas. Esta
semana apareceram dois exemplares de Naiara, a Filha de Drácula, do fim
dos anos 60, da Editora Taika, que dominava o mercado de terror na
época. Naiara era desenhada por Nico Rosso e às vezes chegava a ser mais
cruel que o pai. Com a ajuda de uma secretária corcunda e seu jeitão
sexy seduzia os homens para beber o sangue deles. E tudo altamente
erótico para a época, num tempo que pernas de fora e um decote um pouco
mais ousado eram o máximo de atrevimento até onde uma revista podia ir.

Para ver o leilão da revista Naiara, a Filha de Drácula, número 6, de 1968, clique aqui. E, para ver o leilão da número 8, também de 1968, clique aqui.
Para baixar papéis de parede do Drácula, clique aqui. Para baixar as capas das revistas acima em alta resolução, clique nelas.

Nunca houve uma mulher como Angelina

Angelina Jolie em Pecado Original - Clique para ampliar
Certa vez alguém me disse que Angelina Jolie foi a melhor realização de Jon Voight. É claro que isso foi contado em forma de piada, mesmo que recheada de maldade. Ele é um excelente ator, que começou a chamar atenção pelo seu papel de garoto de programa em Angelina Jolie e Thomas Jane em Pecado OriginalPerdidos na Noite (Midnight Cowboy), grande clássico de 1969 também estrelado por Dustin Hoffman, e no qual receberia uma indicação ao Oscar de Melhor Ator. Mas, nove anos depois ele ganharia o Oscar por Amargo Regresso (Coming Home), interpretando um ex-soldado que voltou paraplégico do Vietnam.

Nessa época Angelina já tinha quase três anos, mas seu pai estava separado da mulher – a também atriz Marcheline Bertrand – havia dois anos. Por conta disso, o relacionamento entre pai e filha sempre foi atribulado. Tanto é que a atriz optou por não utilizar o nome dele (seu nome completo é Angelina Jolie Voight). Por isso, foi muito bom vê-los contracenando em Lara Croft: Tomb Raider atuando como pai e filha. Foi nas Tomb Raider - Clique para ampliarTomb Raider - Clique para ampliarfilmagens da heroina saída dos games que os dois começaram a acertar as contas com o passado.

Angelina, que também ganhou o seu Oscar de Melhor Atriz pelo trabalho em Garota, Interrompida (Girl, Interrupted), tem uma carreira de sucesso nos cinemas. Trabalhou ao lado de grandes atores, como Denzel Washington em O Colecionador de Ossos (The Bone Collector), Nicolas Cage em 60 Segundos (Gone in Sixty Seconds), Antonio Banderas em Pecado Original (Original Sin) e foi a escolha ideal para viver Lara Croft. Em 2004 teve sua primeira experiência com desenhos animados, ao dublar a voz da sensual Lola em Angelina é a Capitã Franky em Capitão Sky eo o Mundo de AmanhãO Espanta Tubarões (Shark Tale). No mesmo ano atuou ao lado de Jude Law, Gwyneth Paltrow e Giovanni Ribisi em Capitão Sky e o Mundo de Amanhã (Sky Captain and the World of Tomorrow), filme com estilo retrô que é uma homenagem aos antigos seriados exibidos nos cinemas. A história mostra um ataque de robôs gigantes voadores à cidade de Nova York, que foi criada virtualmente. Nesta produção os atores tiveram que contracenar em frente a uma tela azul, pois todo o cenário foi aplicado depois por computação gráfica.

Quando fez Sr. e Sra. Smith (Mr. & Mrs. Smith) conheceu seu atual marido, Brad Pitt, com quem teve uma filha. Antes de ter seu corpo digitalizado em Porter de A Lenda de Beowulf com Angelina Jolie - Clique para ampliarA Lenda de Beowulf, foi dirigida por outros realizadores de destaque, como Oliver Stone em Alexandre (Alexander), e Robert de Niro, em O Bom Pastor (The Good Shepherd).

Ela acaba de emprestar sua voz para uma tigreza no desenho animado Kung Fu Panda, que estréia em 2008 e atualmente está no set de filmagem do próximo filme de Clint Eastwood. Será que vem uma nova indicação ao Oscar por aí?

Todas as imagens que ilustram este texto podem ser baixadas, bastando apenas clicar sobre cada uma. Elas estão em alta resolução e seu uso deve ser apenas pessoal ou para ilustrar textos jornalísticos relacionados com os filmes ou com a atriz.

Angelina Jolie emprestou sua voz para Master Tigress, do filme Kung Fu PandaPara saber mais sobre Angelina Jolie, leia na Wikipédia um texto bem completo em português e em inglês.
Para baixar mais papéis de parede de A Lenda de Beowulf, clique aqui. E para baixar wallpapers da atriz, visite também este site. Para ler mais sobre Beowulf clique aqui e também visite o site oficial da produção.

Cinco por Infinitus, de Esteban Maroto

Número 11 - O Gênio do Mal na tormenta - Clique para ampliarNúmero 3 - Medo sideral - Clique para ampliar
Edição Monumental - Cinco Por Infinitus - Clique para ampliarQuando vi esta revista na banca pela primeira vez, ela me chamou atenção não só pelo tamanho (22×30 cm), bem maior que as publicações normais de quadrinhos, mas também pelo tipo de papel em que era impressa, bem mais grosso, e a cor da sua impressão, num tom azul bem escuro. Mas é claro que, somado a esses fatores, vinha o principal: seus desenhos com aquele jeitão moderno, eram diferentes de tudo o que eu estava acostumado a ver até então. Seu autor era Esteban Maroto, um desenhista espanhol que ganhou fama mundial a partir do trabalho desenvolvido com esta série de ficção científica chamada 5xInfinito lançada em 1967 na Espanha. Mas antes que você pense que este nome é uma equação matemática, leia-o da maneira correta: Cinco por Infinito.

A Formação da Equipe - Primeira história - Clique para ampliarA história mostra um misterioso ser extraterreno que seleciona quatro humanos com características distintas para se juntarem a ele em aventuras pelo espaço sideral. Eu falei quatro? É isso mesmo… Infinitus chamou Antares, um professor de astronomia; Alfa, uma psiquiatra; Taurus, um guarda-costas profissional; Argo, um dublê. Mas, Libra, a atriz namorada de Argo, veio de contrapeso e acabou permanecendo no grupo (clique na imagem ao lado para ver a apresentação dos membros da equipe). As histórias misturavam Número 8: O Julgamento da Terra - Clique para ampliaraventura e fantasia e era um terreno propício para a arte psicodélica de Esteban Maroto. Mas também havia crítica social, bem ao jeito dos anos 60 (como nesta outra página à direita).

No Brasil a série recebeu o nome de Cinco Por Infinitus e foi lançada pela lendária Editora Brasil-América em 1971, na revista Edição Monumental. Foi aí que começamos a conhecer melhor Esteban Maroto. A revista teve 19 números, com 24 páginas e uma história por edição, exceto no último número, com duas histórias menores. A curiosidade é que a numeração desta última edição foi 19/20. Nos Estados Unidos, Cinco Por Infinitus ganharia uma versão adaptada por Neal Adams chamada de Zero Patrol.

Esteban Maroto, desenho publicado em 72 - Clique para ampliarO texto a seguir foi publicado na seção Notícias em Quadrinhos da revista Cheyenne (Reis do Faroeste), nº 31, de julho de 1972, da Ebal, e conta um pouco sobre o desenhista:

Grandes Desenhistas HQ – Esteban Maroto

Para os leitores de nossas revistas, o nome de Esteban Maroto é bastante familiar, pois trata-se do desenhista responsável pela série Cinco por Infinitus que a Ebal orgulhosamente vem publicando.

Número 10 - As Células Inteligentes - Clique para ampliarNascido em Madrid, no ano de 1942, Maroto desde os quatorze anos começou a trabalhar profissionalmente no campo das histórias-em-quadrinhos. A dedicação continuada e o amor ao desenho lhe dão condições de criar um estilo próprio que alcançou seu ponto culminante, nos últimos anos, com as séries Cinco por Infinitus, Wolf e Manly, esta última ainda inédita.

Foi escolhido como um dos artistas que representou a Espanha na 1ª Bienal Mundial da Historieta que se realizou em Buenos Aires – e, em maio deste ano, foi eleito pela Academy of Comic-Book Arts (ACBA) como o melhor autor estrangeiro de histórias-em-quadrinhos.

• • •
Na década de 80 a Ebal publicaria álbuns com mais personagens de Maroto. Mas essa é outra história.
Todas os quadrinhos que ilustram este texto podem ser baixados em alta resolução.
Número 6 - O Mundo das Sereias - Clique para ampliarNúmero 18 - O Tabu dos Soberanos - Clique para ampliar
Para saber mais, leia o texto deste blog espanhol, escrito de Madri, sobre o desenhista. Leia o verbete na Wikipédia em inglês e na Comiclopedia.
Em breve voltarei ao assunto e publicarei também wallpapers com desenhos desse artista.

Obrigado, obrigado

Quero dar as boas vindas aos participantes do fórum do blog Garotas Que Dizem Ni que estão visitando este Blog no Planeta Mongo e agradecer especialmente a Nanael Soubaim, pela indicação e elogio e Dave Coelho pelo distinto comentário! E já que falamos no blog das garotas, aproveite para visitá-lo e ler os textos publicados. Divirta-se, por exemplo, com a Enquete existencial, de Clara “De Volta Para o Futuro”; as Pílulas de papo furado, de Flávia “Fantástica Fábrica de Chocolate”; e Número um e número dois, de Vivi “Grey’s Anatomy”. Os textos delas são ótimos!

O novo site do Homem de Ferro

Iron Man - Desenho publicado no site oficial do filme - Clique para ampliar
A Paramount acaba de fazer uma atualização no site do filme O Homem de Ferro, superprodução dirigida por Jon Favreau e estrelada por Robert Downey Jr., Terrence Howard, Gwyneth Paltrow, Jeff Bridges. Ao visitá-lo, o internauta vê uma animação em flash com um close da máscara do super-herói (igual a este poster-teaser abaixo) e, em Porter teaser do filme O Homem de Ferro - Clique para ampliarseguida, aparecem os menus de navegação e uma tela onde é exibido o atual trailer do filme. Ainda não há muito conteúdo. Somente uma sinopse, informações do elenco e personagens, uma pequena galeria de imagens e uma área chamada Fan Art, que é um espaço onde os internautas podem publicar seus desenhos digitais. Até o momento não há nenhuma arte dos fãs; apenas três ilustrações de divulgação bem bacanas que podem ser baixadas em alta resolução. Com uma delas eu fiz um papel de parede do Homem de Ferro que foi publicado aqui no dia 17 de maio, assim que foi liberada a primeira imagem do personagem no cinema.

Talvez você fique tentado em clicar na bandeira do Brasil que aparece no pé da página de abertura. Ela é um link para navegar na versão brasileira do site. Mas nem se preocupe com isso, pois essa área ainda não foi atualizada e tem apenas o trailer em seu conteúdo. Vale mais a pena ler essa novidade que o Blog de Brinquedo publicou ontem sobre o Homem de Ferro.

Para baixar papéis de parede do Homem de Ferro, clique aqui.
Clique nas imagens que ilustram este texto para baixá-las em alta resolução.
Para ler mais sobre o filme e o personagem,
clique aqui e desça a barra de rolamento de seu navegador.


Brincando em cima desse link

T-850 e Jack SparrowNormalmente publico as indicações de sites e blogs na página Links Legais (que, por sinal, tem que ser atualizada com mais alguns endereços). Mas, não tem jeito… o conteúdo deste Blog no Planeta Mongo tem tanta afinidade com o Blog de Brinquedo que resolvi publicar o seu link no menu à esquerda. Os dois blogs têm assuntos que se complementam e os textos publicados seguem um padrão editorial similar, de respeito às fontes e com indicações complementares de visitas e leituras para outros sites.

Veja, por exemplo, este texto sobre uma estátua do Indiana Jones da Cinemaquette, que vai deixar muito fã maluco. É uma dica muito curiosa do Blog de Brinquedo sobre um site especializado em criar maquetes (vá lá) perfeitas de personagens cinematográficos, com preços proibitivos para a maioria dos mortais. Se tomarmos por base o boneco do Jack Sparrow, que custa a bagatela de US$1.750,00 e do T-850 que é um pouco mais baratinho – apenas US$1.200,00 –, você poderá imaginar quanto irá custar o do Indy.

Então, sempre que estiver por este blog, visite também o Blog de Brinquedo para se divertir com as sugestões dadas.

Quinto virou Spock

Zachary Quinto como Spock - Imagem registrada no site JFX OnlineCaramba! Tem espião-nerd em muito set de filmagem! Alguém já fotografou, com o celular, Zachary Quinto maquiado como Spock e enviou para o blog JFX Online, que publicou a série de fotos. Elas foram feitas no maior segredo através de uma janela, onde aparecem pessoas da equipe de filmagem conversando com Quinto. Só três fotos foram tiradas de longe, onde aparece o ator andando pelo estúdio. Todas as fotos têm uma marca sobre elas com o nome do site. Mas eu peguei uma delas, tirei essa marca (que impede uma visualização mais adequada) e melhorei o contraste da imagem para que os leitores deste Blog vejam pelo menos uma das fotos com mais nitidez. Para ver a foto ampliada, é só clicar nela. Para ver a seqüência completa das fotos originais, clique aqui.
Para ler mais sobre Star Trek, clique aqui. Para baixar papéis de parede de Jornada nas Estrelas, clique aqui.

Os perigos do Spirit no cinema

Poster do filme The Spirit - Clique para ampliar em alta resoluçãoA Lionsgate lançou nesta semana o site oficial do filme The Spirit, dirigido pelo quadrinista Frank Miller, cuja experiência como diretor de cinema resume-se apenas à co-direção da adaptação para a tela grande da série de quadrinhos Sin City, de sua autoria. Este filme, que já tem programadas duas seqüências, foi dirigido também por Robert Rodriguez e teve ajuda de Quentin Tarantino.

Frank Miller até pode ser considerado um gênio nos quadrinhos. Participou decisivamente na renovação de vários personagens da Marvel e DC, como Demolidor (Daredevil) e Batman. Criou graphic novels excepcionais como 300 e Ronin. Mas… dirigir um filme é algo que exige outro tipo de talento. Principalmente quando falamos de uma adaptação de um dos mais formidáveis personagens dos quadrinhos, o Spirit, criado pelo genial Will Eisner. As aventuras do detetive de Central City têm uma atmosfera que nada tem a ver com os efeitos moderninhos de Sin City no cinema, que são ótimos e funcionaram muito bem na história de Frank Miller. Veja acima o poster do filme, desenhado por Miller (clique nele para ampliá-lo). Pode ser ótimo para quem quer assistir a Sin City. Mas, para apresentar a imortal criação de Eisner é horroroso. The Spirit merece respeito e atenção. Ficaria mais tranqüilo se Peter Jackson, o premiado diretor da trilogia O Senhor dos Anéis e da brilhante nova versão de King Kong, estivesse à frente desse projeto. Mas é Frank Miller. Vamos ver o que acontece.

Para baixar papéis de parede do Spirit, de Will Eisner, clique aqui.

Robert Zemeckis, ousado e inovador

Beowulf - Clique para ampliar
Robert Zemeckis é um diretor admirável. Amigo de Steven Spielberg, ele também começou a ser conhecido através de seus filmes de aventura. Tudo por uma Esmeralda (Romancing the Stone), com Michael Douglas e Kathleen Turner (de 1984) e a trilogia De Volta Para o Futuro (Back to the future), com Michael J. Fox, iniciada em 85, são bons exemplos disso. Robert Zemeckis - Clique para ampliarMas ele parece inquieto e afeito a novas experiências. Assim, em 88 ousou com Uma Cilada Para Roger Rabbit (Who Framed Roger Rabbit?), filme que misturava atores reais e desenhos animados e foi sensação na época, pela integração dos personagens e seu roteiro criativo e repleto de referências.

Com Tom Hanks, que recebera o Oscar em 93 por sua atuação em Philadelphia, inicia uma parceria consistente com um projeto arrojado: Forrest Gump – O Contador de Histórias (Forrest Gump), lançado em 94. E, pelo segundo ano consecutivo, Hanks ganharia o Oscar de Melhor Ator e Zemeckis ganharia seu primeiro Oscar como diretor.

Depois vieram Contato (Contact), com Jodie Foster (de 1997) e Náufrago (Cast Away), outro trabalho excepcional desenvolvido novamente com Tom Hanks, em 2000.

Em 2004 ele lança sua nova e admirável experiência no campo da animação cinematográfica com o elogiado O Expresso Polar (The Polar Express). Desta vez Tom Hanks serviria de modelo para um dos personagens do filme. Em 2006 ele é o produtor de A Casa Monstro (Monster House), outro filme de animação que marcou época.

Beowulf e Wiglafh - Clique para ampliar

Agora Robert Zemeckis está de volta com A Lenda de Beowulf, uma inovadora experiência em cinema de animação, que reúne um elenco de astros como Anthony Hopkins, John Queen Wealthow - Clique para ampliarMalkovich, Angelina Jolie, Robin Wright Penn, Ray Winstone. Além de dublar os personagens, os atores serviram como modelos para a criação dos desenhos em computação gráfica. Os trailers e cenas liberadas até agora mostram um filme com imagens muito parecidas às introduções em 3D de alguns jogos de computador. Resta saber se essa técnica será bem resolvida na tela grande do cinema. Não vamos esperar muito tempo, pois o filme estréia nos Estados Unidos no dia 16 de novembro. No Brasil, chega no dia 30.

Todas as imagens que ilustram este texto podem ser baixadas em alta resolução. Basta clicar nelas. Para ver uma cena do filme, clique aqui. Para ler mais e baixar papéis de parede, clique aqui.

O vôo do dragão

Eis uma das cenas liberadas recentemente do filme A Lenda de Beowulf, filme de animação de Robert Zemeckis. Clique aqui para ler mais. E aqui para ver o trailer.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Homem de Ferro – novo teaser

Um novo trailer de O Homem de Ferro (Iron Man), a superprodução da Marvel e Paramount, foi liberado hoje, dia 5 de novembro, no You Tube. Não há grandes novidades em relação ao anterior, mas vale a pena assistir. Então, aperte o play e divirta-se.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Terror e amor chegam juntos

Across the Universe - Clique para ampliar
A Columbia mudou a data de lançamento do terror 30 Dias de Noite, antes previsto para estrear no dia 23 deste mês, foi remarcado para o dia 7 de dezembro, mesmo dia do Liverpoll - Across the Universe - Clique para ampliarlançamento de Across the Universe, outro filme distribuido pela empresa. Ambos já estrearam nos Estados Unidos e, enquanto o primeiro faturou pouco mais de US$ 27 milhões em dez dias de exibição (ele estreou no dia 19 de outubro), o segundo – um musical baseado nas canções dos Beatles – precisou de 40 dias para chegar a US$ 17 milhões. Mas não se engane: Across the Universe é ótimo. A foto maior mostra o ator Jim Sturgess, que interpreta Jude, o rapaz que sai de Liverpoll (foto menor) para viver uma história de amor nos Estados Unidos.
Para saber mais, clique nos links dos títulos dos filmes.
Para baixar as fotos em alta resolução, clique nelas.

Will Eisner, o sonhador

Will Eisner - Clique para ver o trailer Will Eisner: Portrait of a Sequential ArtistWill Eisner - Clique para ver o trailer Will Eisner: Portrait of a Sequential ArtistWill Eisner - Clique para ver o trailer Will Eisner: Portrait of a Sequential Artist
“Na melhor das hipóteses, a sociedade tende a considerar seus sonhadores com tolerância. Sonhadores caminham pela vida com um ritmo todo pessoal. Eles tomam decisões ou se interessam por empreendimentos que, muitas vezes, parecem ingênuos e duvidosos para os pragmáticos, que, no fim, prosperam em oportunidades disseminadas pela fantasia e devaneios.” É assim que o genial desenhista Will Eisner inicia o prefácio de O Sonhador, uma graphic novel de sua autoria que a Devir acaba de lançar. E ninguém melhor do que o autor para explicar sua obra, quase auto-biográfica.

A história se passa em meados dos anos 30, quando a indústria das revistas em quadrinhos começou a se tornar popular. “Novos estúdios de produção de revistas em quadrinhos apareceram subitamente e prosperaram quase que da noite para o dia”, lembra Eisner. Embora O Sonhador tenha sido elaborado como uma obra de ficção, “no fim tomou a forma de um relato histórico”, confessa. E é verdade. O personagem se chama Billy Eiron (uma referência clara ao seu nome), e em sua jornada ele encontra gente famosa como Bob Kane, Jack Kirby, Lou Fine, George Tuska, entre outros. Ou seja: quem é fascinado por quadrinhos irá encontrar neste livro uma série de referências históricas retratadas por ninguém menos que um dos grandes nomes dessa arte, que Eisner costumava chamar de “arte seqüêncial”.

Spirit - The Return of Autumn Mews - 2/10/49 - Clique para ampliarCoincidentemente, durante o Austin Film Festival, que aconteceu entre 11 e 18 de outubro, foi apresentado o documentário Will Eisner: Portrait of a Sequential Artist (cujo o trailer você pode assistir clicando na imagem acima), dirigido por Andrew D. Cooke. O filme conta a carreira de mais de 60 anos do consagrado mestre, que inspirou toda uma geração de artistas e leitores.

Mas este não é o primeiro documentário que conta a trajetória de Will Eisner. Os brasileiros Marisa Furtado e Paulo Serran realizaram o elogiadíssimo documentário Will Eisner – Profissão Cartunista, que recebeu o troféu HQ Mix em 1999. Dividido em três partes de aproximadamente uma hora cada, o filme foi co-produzido pela TV Senac (hoje, SescTV) para exibição em TV a cabo.

Spirit e suas mulheres fatais - Money, Money - 23/11/1947 - Clique para ampliarA primeira parte é focada exclusivamente na história de um dos mais importantes e criativos personagens dos quadrinhos, Spirit, criado por Eisner no início dos anos 40. A segunda parte – chamada de O Sonho – conta o início da carreira do artista sonhador que sempre lutou para que os quadrinhos tivessem status de arte. Master Class é o nome da terceira parte do documentário que é, praticamente, uma aula magna com o mestre quadrinista falando sobre as técnicas e o desenvolvimento do que ele chama de arte seqüêncial.

Um grande diferencial desta produção foi o processo de animação pelo qual passaram os desenhos de Eisner, que deixou o autor exultante: “Ficou excelente! As seqüências animadas estão brilhantes”, disse Spirit - A River of Crime - 30/11/1947 - Clique para ampliardepois de ver o documentário. Entre os artistas que participam prestando depoimentos, estão Ziraldo, Angeli, Jerry Robinson, Jano, entre outros. Infelizmente Will Eisner – Profissão Cartunista ainda não foi lançado em DVD. Assim, quem tiver interesse em assisti-lo tem que acompanhar a programação da SescTV e torcer para que ele seja reprisado.

No próximo dia 3 de janeiro de 2008, fará 3 anos que William Erwin Eisner morreu. Leia aqui um texto emocionante que o desenhista Maurício de Souza escreveu no dia 4, quando soube de sua morte.
Para saber mais leia o verbete sobre Eisner na Wikipédia em português e em inglês, e na Comiclopedia.
Visite também o site oficial do artista e a página de Eisner na Devir, que já lançou sete livros do grande mestre.

Para baixar alguns papéis de parede que fiz a partir de desenhos de Will Eisner, clique aqui.

Will Eisner