O Justiceiro é Vingador?

O Homem Aranha 63 - Ebal - Clique para ampliarHá quase 34 anos, mais precisamente em junho de 1974, a Editora Brasil-América (Ebal) lançava o número 63 da revista O Homem Aranha (capa ao lado). A publicação tinha 68 páginas e trazia uma aventura do cabeça de teia e duas do Quarteto Fantástico (junto com os incríveis Inumanos). Mas, a história do Homem Aranha – O Vingador Ataca Novamente! –, trazia uma grande novidade: apenas quatro meses depois de ter sido publicada nos Estados Unidos, ela apresentava aos leitores brasileiros O Justiceiro (The Punisher), personagem que viria a se tornar um dos principais ícones do universo Marvel.

Mas, o mais interessante nesta revista é descobrir que The Punisher nem sempre foi chamado de “O Justiceiro” no Brasil. Na Ebal ele foi batizado como “O Vingador”. Você pode ver na capa (clique nela para ampliá-la) que a chamada da história é “Ele é diferente! Ele é mortal! Ele é… O VINGADOR!“. Veja no detalhe abaixo uma parte do confronto entre o amigo da vizinhança e o truculento vigilante (clique para ampliar a imagem) que se apresenta como O Vingador.
Detalhe da página 18 da revista O Homem Aranha 63 - CLIQUE AQUI PARA AMPLIAR

Na aventura, escrita por Gerry Conway e desenhada por Ross Andru, artistas que criaram o anti-herói juntamente com John Romita (o pai), o Homem Aranha tem que enfrentar esse novo personagem, que está sendo enganado por uma figurinha esquisita chamada Chacal. Mas, depois de uma luta razoável, o Aranha não tem dificuldade para nocautear o tal do Vingador (uma mancha na carreira do caveirão). Assim, o aracnídeo tem a oportunidade de mostrar ao vigilante – com certa dificuldade, é claro – o óbvio ululante: ele estava sendo ludibriado pelo vilão orelhudo. É que, na história, o Justiceiro parece ser meio cabeça-de-bagre. Mas, tudo bem. O que se poderia esperar de um cara que tenta resolver tudo na base da violência?

Hoje, o Justiceiro é um psicopata que considera assassinato, seqüestro, extorção, coerção, The Amazing Spider-Man 129tortura e extrema violência, atos aceitáveis na luta contra o crime. Isto é… ele é a versão americana do Capitão Nascimento (de Tropa de Elite).

Um novo filme do Justiceiro está sendo produzido, e promete ser mais “adequado” aos novos tempos, o que significa dizer que vem aí muita violência (clique aqui para ver trailer e fotos do novo filme). Se você quiser fazer o download do trailer do filme anterior do Justiceiro, com John Travolta, clique na opção preferida: QuickTime ou Windows Media. O filme e o ator que interpreta o personagem título são ruins demais. Mas o trailer é legal.

Leia o verbete do personagem na Wikipédia em português. Visite também este site que tem uma galeria de capas da revista The Amazing Spider-Man, incluindo a 129 (mostrada à esquerda), que apresenta The Punisher.

Faça download de papéis de parede do Justiceiro, clicando aqui.

3 comentários em “O Justiceiro é Vingador?

  1. Naquela época o pessoal dessa EBAL devia achar que gibi era para criança então nem estavam nem ai com a tradução correta do nome do personagem. Ainda bem que agora titulos da Marvel e DC estão sob os cuidados de um editora mais seria, a Panini Comics.

  2. Então você acredita mesmo que a “tradução correta” de punisher é “justiceiro”?

    Meu caro… a tradução correta de punisher é punidor, castigador.

    Agora vá ao Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa e procure por “vingador”. Veja quais são os sinônimos que você encontra nesse verbete: bisultor, castigador, punidor, ultor, víndice.

    Então, qual a melhor tradução para “punisher”? Vingador, é claro!

    Você é muito novo para entender o que representou a seríssima Ebal e seu diretor, Adolfo Aizen, para o desenvolvimento das histórias em quadrinhos no Brasil. Mas isso não o impede de ler e estudar mais sobre o assunto. Assim você não faria comentários como “a Ebal devia achar que gibi era para criança” e que eles não “estavam nem ai com a tradução correta do nome do personagem”. Uma coisa que Aizen sempre primou foi por utilizar um bom português em suas publicações e pelo respeito aos personagens. Além disso, história em quadrinhos, na época, era coisa para criança, sim (e para alguns adultos também!). Essa forma de arte era muito perseguida por pseudo-educadores que afirmavam que os quadrinhos traziam grandes malefícios para os jovens. Mas isso é uma longa história…

  3. USHA DISSE:Uma coisa que Aizen sempre primou foi por utilizar um bom português em suas publicações e pelo respeito aos personagens.

    MENTIRA , AIZEN NA VERDE QUER DOMINAR A SOUL SOCYET HAUUHAAUHHAU

    brincadeiras a parte , eu prefiro a tradução usada atualmente
    Vingador não tras o conceito do persnogen no nome
    Ja JUSTICEIRO remete a ideologia de Castle que é :FASER JUSTIÇA .

    O AUTOR DO TÓPICO ESCREVEU:”Hoje, o Justiceiro é um psicopata que considera assassinato, seqüestro, extorção, coerção, tortura e extrema violência, atos aceitáveis na luta contra o crime.”

    Frank não é pisicopata .É heroi .
    Mas apenas quem ja possou por problemas sérios com a criminalidade pode compreender o que isso significa .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s