A batalha do século passado

Capa de Super-Homem contra o Homem-Aranha - CLIQUE PARA AMPLIARTodo final de ano a Editora Brasil-América (Ebal) costumava colocar nas bancas seus almanaques anuais com os principais personagens da editora, como Zorro (The Lone Ranger), Tarzan, Batman, Super-Homem, Homem Aranha. Mas no final de 1976, início de 77, as bancas reservaram uma grande surpresa para os leitores de quadrinhos; algo impensável até então: o Almanaque dos Heróis trazia o encontro entre os dois principais personagens das duas maiores editoras de quadrinhos (comics) dos Estados Unidos, a Marvel e a National Periodical, que também era chamada de DC.

Foi uma revolução. Algo que os fãs talvez sonhassem, mas que era improvável acontecer. Como juntar as duas editoras arqui-rivais em um projeto? Impossível! Bom… era impossível até que o grande desenhista Carmine Infantino assumiu a direção da DC Comics. A partir dai, “a realização editorial do ano” – como este lançamento foi definido no texto de apresentação da revista – começou a sair do papel.
Página 56 - Homem-Aranha acerta o Super-Homem - CLIQUE PARA AMPLIARStan Lee e Carmine Infantino - Clique para ampliar
O editorial, publicado na segunda capa, explicava: “Esta é uma das mais espetaculares produções dos quadrinhos de todos os tempos. E tudo levava a crer que não pudesse ser feita. (…) O único e grande obstáculo residia na natural rivalidade das editoras – Marvel e National – que produzem as aventuras dos O Super dá um soquinho no cabeça de teia - CLIQUE AQUI PARA AMPLIARdois mais populares super-heróis. Mas seus chefões, Carmine Infantino, tutor do Homem de Aço, e Stan Lee, pai do Homem Aranha, amigos de longa data, facilitaram tudo.” Os dois “deram uma verdadeira lição de co-existência”. Mais adiante o texto cita uma frase de Stan Lee que resume o trabalho: “Nada é difícil demais quando a gente quer mesmo realizar”.

A publicação foi um trabalho em conjunto, uma soma de esforços dos profissionais das duas editoras. O desenho foi feito por Ross Andru, na época desenhista do Homem-Aranha e a arte-final foi de Dick Giordano, que finalizava as aventuras do Batman. Aliás, em se tratando de desenho, sempre achei a fase do Andru uma das piores do cabeça de teia. A história foi escrita por Gerry Conway. Carmine Infantino fez a criação da capa, preparando o rafe para que Ross Andru e Giordano finalizassem o trabalho.Super-Homem e Homem-Aranha - CLIQUE PARA AMPLIAR

Essa publicação realmente representou “uma nova abertura editorial”. A partir do sucesso dessa experiência, os “crossovers” passaram a ser cada vez mais freqüentes e personagens de outras editoras também passaram a viver experiências semelhantes. Tudo isso porque dois executivos deram o primeiro passo para uma nova era de aventuras.

No Brasil a revista foi publicada numa edição colorida no formato 26,7 x 34,7 cm, com capa plastificada e 100 páginas. Em janeiro de 1999, a revista americana Wizard publicou um desenho de Alex Ross, que recria com todos os detalhes, esta capa clássica (veja aqui o papel de parede que fiz A capa original - CLIQUE PARA AMPLIAR com esse desenho). Segundo o artista, A Batalha do Século – Super-Homem Contra o Homem-Aranha foi “uma experiência da cultura pop inspiradora para minha juventude”. É… foi uma idéia e tanto.

Para fazer o download de mais wallpapers com a arte de Alex Ross, clique aqui. Todas as imagens que ilustram este texto podem ser baixadas numa boa resolução.

6 comentários em “A batalha do século passado

  1. Olá! Comparei as imagens de vocês com a versão original e vi que existe uma releitura. As imagens de vocês tem uma resolução melhor.

    Este gibi foi reeditado?

    1. Oi, Fernanda
      A revistona da Ebal nunca foi republicada, mas a história do primeiro confronto entre o Aranha e o Super foi republicada pela Abril. Você está de parabéns pela comparação: as imagens foram extraídas da versão original mesmo! Mas temos por regra tratar qualquer imagem que publicamos aqui no blog. É por isso que elas têm uma resolução melhor… muitas vezes melhor até que as originais! ;) Um abração!

  2. Oi Francisco,

    Você sabe me informar qual é a edição da abril, o ano e onde obtenho uma cópia? Seria esse “Almanaque dos Heróis”, conforme aparece no rodapé de suas imagens?
    Consegui fazer download da edição original da Ebal, mas vendo as suas imagens, gostaria de ver esta outra edição feita pela Abril.
    Muito obrigada pelos esclarecimentos.
    Abraço.

    1. Oi, Fernanda
      A Abril lançou a revista Super-Homem Contra Homem Aranha em janeiro de 1986 (salvo engano). Eu tenho a revista mas ela ainda está encaixotada devido a uma recente mudança. Você deve encontrá-la com facilidade em sites de leilões. Pesquise no Google; certamente você a encontrará.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s