Caçadores de Dragão vence festival de animação

CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA IMAGEM EM ÓTIMA RESOLUÇÃO
Na sexta-feira passada foram divulgados os vencedores da Mostra Competitiva do IV Festival Internacional de Animación de Córdoba – Animacor’08, que aconteceu nessa cidade espanhola de 3 a 8 de novembro. O evento deste ano contou com um número recorde de inscrições, totalizando 273 obras distribuídas em 12 longas-metragem, 23 séries de TV e 238 curtas, enviados por animadores de 18 países, entre os quais França, Alemanha, México, Austrália, Argentina, Bélgica, Canadá, Suiça, Portugal, Italia, Hungria, Russia, Inglaterra, Estados Unidos e, claro, Espanha. Mas, apenas 53 obras participaram da Mostra Competitiva, cujo vencedor de Melhor Longa-Metragem, foi o francês Caçadores de Dragões (Chasseurs de Dragons), de Guillaume Ivernel e Arthur Qwak, lançado em setembro nos cinema brasileiros pela Imagem Filmes.
CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA IMAGEM EM ÓTIMA RESOLUÇÃO CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA IMAGEM EM ÓTIMA RESOLUÇÃO
Na categoria de Curtas-Metragem, três filmes foram premiados: o Primeiro Prêmio coube ao belo e sensível Skhizein, da animadora francesa Jérémy Clapin. O Segundo Prêmio desta categoria coube à Monsieur COK, de Franck Dion (já exibido no Anima Mundi 2008) e o Terceiro Prêmio coube ao espanhol The Werepig, de Samuel Ortí.  O Prêmio de Melhor Série de TV, coube à mexicana Imaginantes de Maribel Martínez Galindo e a animação russa Malenkaya Vasilisa, de Darina Shmidt, recebeu uma Menção Especial.
CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA IMAGEM EM ÓTIMA RESOLUÇÃO CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA IMAGEM EM ÓTIMA RESOLUÇÃO
O longa Caçadores de Dragões se originou da série de TV francesa de mesmo nome que tem 26 episódios, alguns deles lançados recentemente em DVD no Brasil para aproveitar a estréia nos cinemas. Seus personagens foram desenvolvidos pela designer Valérie Hadida, que participou das séries de animação As Aventuras de Tintin (de 1991/92) e Bob Morane, além da criativa animação cinematográfica Igor, lançada em setembro nos Estados Unidos.

As imagens que ilustram este texto são cenas do filme podem ser ampliadas em ótima resolução.
CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA IMAGEM EM ÓTIMA RESOLUÇÃO
Não deixe de visitar também o ótimo
site oficial do longa.  para ver papéis de parede dos Caçadores de Dragões.

Anúncios

Uma odisséia 40 anos depois…

2001, Uma Odisséia no Espaço - CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA FOTO EM ÓTIMA RESOLUÇÃO
Os jovens queriam mudar o mundo. Mas eram assassinados em manifestações. A guerra fria confrontava as duas maiores potências mundiais numa corrida armamentista nuclear e impulsionava a corrida espacial. A tecnologia buscava decifrar os enigmas do espaço dando o primeiro passo para a conquista da Lua. Em janeiro de 1968 a sonda Surveyor 7 pousaria com sucesso no satélite terrestre e, antes que o ano terminasse, as naves Apollo 7 e 8 seriam lançadas em direção à Lua. No dia 3 de abril, Martin Luther King proferiu seu aclamado discurso em Memphis – Tennessee, dizendo que tinha um sonho. No dia seguinte ele seria assassinado. O ano era 1968 e para alguns ele não acabou.
2001, Uma Odisséia no Espaço - CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA FOTO EM ÓTIMA RESOLUÇÃO
Mas, foi também em abril de 1968 que o mundo viajaria para o futuro, chegaria a 2001 para fazer uma odisséia inimaginável ao espaço, dentro das salas de cinema. Os geniais Stanley Kubrick, cineasta, e Arthur C. Clarke, escritor, levaram os espectadores a uma fascinante epopéia pela história da humanidade no mais importante filme de ficção-científica já realizado. 40 anos depois, 2001, Uma Odisséia no Espaço (2001, A Space Odissey) ainda é o melhor e é para ser visto e revisto. Tudo nele é grandioso, quase indescritível.
Keir Dullea em 2001, Uma Odisséia no Espaço - CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA FOTO EM ÓTIMA RESOLUÇÃO
A melhor definição que encontrei para esse filme foi no guia 300 Filmes Para Ver Antes de Morrer: “2001 é a Mona Lisa em movimento”. Fantástico! É exatamente isso! O único problema desta obra-prima é que ela tem que ser assistida com estilo! Não adianta uma televisão qualquer. O ideal é assisti-la no cinema! Mas se você, pobre mortal, não teve essa chance numa das várias reprises exibidas nos cinemas, não ouse assisti-lo num ambiente qualquer! Tem que ter tela grande (muito grande), som perfeito e ambiente escuro! 2001 exige respeito para que o espectador possa viajar em suas sensações.

Planeta dos Macacos - CLIQUE PARA AMPLIAR ESTE POSTERE foi assim, numa tela de cinema, que a odisséia espacial e seu realizador, Stanley Kubrick, foram homenageados na 41ª edição de Sitges – Festival Internacional de Cinema de Catalunya, que terminou há quase um mês (no dia 12 de outubro). Sitges é o primeiro festival de cinema fantástico do mundo e também completou 40 anos. Ele foi criado em 1968 e era chamado de Semana Internacional de Cinema Fantástico e de Terror. Outra homenagem feita pelo festival em 2008 foi para a atriz Linda Harrison, que se imortalizou como Nova, a personagem de uma única palavra e se tornou um ícone através de outro grande filme de ficção-científica lançado também em 1968: Planeta dos Macacos (Planet of the Apes).

Como se vê, naquele ano o mundo viajava pelo espaço nos cinemas também.

Sitges08 poster - CLIQUE PARA AMPLIAR ESTE POSTER EM ÓTIMA RESOLUÇÃOEm 2008 as histórias são outras e o futuro ainda não chegou. Sob Controle (Surveillance) de Jennifer Lynch, a filha do veterano diretor David Lynch, foi o grande vencedor deste ano, com o prêmio de Melhor Filme. Dois brasileiros saíram bem do festival: Fernando Meirelles com Ensaio Sobre a Cegueira (Blindness), que recebeu o Grande Prêmio do Público e José Mojica Marins, com A Encarnação do Demônio, que recebeu o Prêmio Midnight X-Treme. Já, o prêmio de Melhor Direção foi dado ao diretor coreano Kim Jee-woon, pelo filme O Bom, O Mau, O Bizarro (The Good, The Bad, The Weird), um western spaghetti oriental divertidíssimo. Aliás, o oriente está fazendo faroeste italiano como ninguém! :>) Mas, isso é outro assunto… O importante é que – se você gosta de cinema fantástico – visite o ótimo site do Festival de Sitges e dê uma olhada na página dos trailers. Em 2009, Alien será o passageiro do festival! Vamos aguardar por fortes emoções!
Julianne Moore e Mark Ruffalo, Ensaio Sobre a Cegueira (Blindness) - CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA FOTO EM ÓTIMA RESOLUÇÃO O Bom, O Mau, O Bizarro (The Good, The Bad, The Weird) - CLIQUE PARA AMPLIAR ESTA FOTO EM ÓTIMA RESOLUÇÃO
Todas as fotos que ilustram este texto podem ser ampliadas em ótima resolução. Basta clicar nelas.