Anima Mundi 2008 em Sampa: só até domingo!

O Jumento Santo e a Cidade que se Acabou Antes de Começar, de William Paiva e Leo D. - CLIQUE PARA AMPLIAR
Infelizmente, nesta correria para acomanhar o Anima Mundi in Sampa, não consegui postar nada nos dois primeiros dias do festival. No ano passado havia o estande do UOL que quebrava um grande galho e cheguei a postar entre uma sessão e outra do Anima Mundi 2007. Nesta 16ª edição não houve essa facilidade. De qualquer maneira fiz inúmeras fotos ontem e as publicarei em breve. Incluíndo KJFG Nº 5 - CLIQUE PARA AMPLIARumas fotos legais do Mach 5, do Speed Racer, que está em exposição no estande bacana da Petrobrás. Quem for, verá o carro ao vivo e poderá fazer fotos. Só não pode entrar nele.

A imagem ao lado, é do curtíssimo e divertido KJFG nº5, de Alexei Alexeev, que será exibido hoje no Curtas 15.

Das sessões imperdíveis que ainda podem ser assistidas, não perca as seguintes:

Yours TrulyCURTAS 10 – Todos os filmes desta sessão são excelentes, exceto por um que não sei porque está na seleção do Anima Mundi. Mas destaco dois deles como estupendos: Yours Truly, de Osbert Parker, ganhador mais do que merecido do Prêmio de Melhor Direção de Arte, pelo Juri Profissional, e o Dossiê Rê Bordosa (claro!), de César Cabral, que ganhou o Prêmio Aquisição Canal Brasil, além de Melhor Curta-Metragem e Melhor Animação Brasileira pelo Juri Popular carioca.

CURTAS 16O Jumento Santo e a Cidade que se Acabou Antes de Começar, de William Paiva / Leo D. é o destaque da ótima sessão, que inclui divertidos fimes como Isabelle au Bois Dormant The Weatherman, além do excelente Marin, animação 3D sobre um homem, seu peixe e uma Terra pós-apocalíptica.

CURTAS 9 também é uma ótima sessão, mas se você está lendo este texto agora, já era, pois ela está sendo exibida pela última vez, agora às 15 horas.

A seguir publico um último trecho do press-release que recebi do Anima Mundi (com algumas atualizações que fiz):

John and Karen, de Matthew Walker - CLIQUE PARA AMPLIARAnimação também é discutir relação: um urso polar e uma pingüim levam um papo muito sério em John and Karen, do inglês Matthew Walker. Duas irmãs têm um relacionamento para lá de estranho com o mundo no bizarro e melancólico The Pearce Sisters, de Luis Cook, produzido pela Aardman e vencedor do Festival de Annecy em 2007.

As sessões de curtas contam com o hors-concours da Disney Como Montar um Home Teather, novo desenho da série do Pateta; a surpreendente animação em 3D francesa Blind Spot e novos trabalhos dos brasileiros Allan Sieber (de Deus é Pai) com Animadores, Carlos Eduardo Nogueira (de Yansã) com Cânone Para Três Mulheres e Alê Abreu (de Garoto Cósmico) com Passo, além de curtas premiados em festivais nacionais como Dossiê Rê Bordosa, de César Cabral, e Pajerama, de Leonardo Cadaval. Entre os latinos-americanos, um que merece atenção redobrada: o colombiano apocalíptico En Agosto, de Andres Barrientos e Carlos Andres Reyes.

La svedese, de Nicolas Liguori - CLIQUE PARA AMPLIARÉ bom ficar de olho nas outras mostras também. A Panorama está de caso com o cinema de ficção. O franco-belga La svedese, de Nicolas Liguori (imagem ao lado), narra, de forma onírica, nada neo-realista, o romance da atriz sueca Ingrid Bergman com o diretor italiano Roberto Rossellini.

A mostra infantil também não é só para criança. Nela, dá para ver o gracioso A sunny Day, de Gil Alkabetz (que esteve aqui no ano passado); o russo Tiny Fish, com sua animação de recortes que lembra um livro ilustrado; o uruguaio em stop-motion La Canilla Perfecta; e a nova série de desenhos da produtora carioca MultiRio, como Seu Lobo, de Humberto Avelar.

CLIQUE AQUI para ver os ganhadores do JURI POPULAR da etapa carioca do Anima Mundi.
CLIQUE AQUI para ler mais sobre o Anima Mundi.

Anúncios

O pateta é ótimo


Acabei de chegar da festa de lançamento do 16º Anima Mundi que, a exemplo do ano passado, foi muito boa, exceto por um detalhe: depois da hilariante apresentação do Fernando Caruso, houve a habitual palavra dos representantes dos patrocinadores do evento. Claro que é importante cada patrocinador deixar seu recado para a seleta platéia, mas alguém tem que avisar ao cara do Ministério da Cultura que não precisa LER UM DISCURSO!!! Todos foram super-rápidos e simpáticos, menos ele. Desculpe… nem gravei o seu nome (e cá entre nós… nem precisa). Enquanto ele lia aquele papel A4 com uma morosidddaaade paquidérmica, eu ficava imaginando como é que o Fernando Caruso aguentou ficar calado vendo uma cena tão perfeita para virar uma piada. Não é que o discurso tenha sido muiiiito loooongo. Até que deu para aguentar. Mas era um discurso!!! Alguém tinha que ter alertado o moço: “Cara, é um ambiente superdescontraído, cheio de animadores… vê lá o que você vai falar no palco… Seja rápido, simpático… essas coisas”. Bom… sejamos justos: ele tentou ser simpático, se esforçou encerrando suas palavras com um pequeno trocadilho do tipo “Minhas animadas saudações” (ou algo parecido… ok, ok, eu estava sem caneta e minha memória não está tão boa assim). “Animadas saudações”!!! Acho que quando ele descobriu essa frase, deve ter exultado de prazer! Ele deve ter achado muito criativo! Precisava ver o rosto de satisfação do moço quando ele falou essa pequena pérola.  Mas, tudo bem… O Anima Mundi é ótimo e vamos curtir a festa. Ah! Uma das recomendações do filho do Chico Caruso é a animação Como Montar um Home Theater (How To Hook Up Your Home Theater) cuja estrela é o famoso Pateta. É imperdível. O filme está na sessão Curtas 12. Em breve publicarei aqui outras recomendações. Fique atento.

CLIQUE AQUI para ler o que já foi publicado sobre o Anima Mundi neste blog e AQUI para baixar wallpapers. CLIQUE AQUI para ver alguns vídeos e trailers.

Ah! Aproveite para visitar o Bloglog do Fernado Caruso. Textos afiadíssimos, muito engraçados.