Cinco por Infinitus, de Esteban Maroto

Número 11 - O Gênio do Mal na tormenta - Clique para ampliarNúmero 3 - Medo sideral - Clique para ampliar
Edição Monumental - Cinco Por Infinitus - Clique para ampliarQuando vi esta revista na banca pela primeira vez, ela me chamou atenção não só pelo tamanho (22×30 cm), bem maior que as publicações normais de quadrinhos, mas também pelo tipo de papel em que era impressa, bem mais grosso, e a cor da sua impressão, num tom azul bem escuro. Mas é claro que, somado a esses fatores, vinha o principal: seus desenhos com aquele jeitão moderno, eram diferentes de tudo o que eu estava acostumado a ver até então. Seu autor era Esteban Maroto, um desenhista espanhol que ganhou fama mundial a partir do trabalho desenvolvido com esta série de ficção científica chamada 5xInfinito lançada em 1967 na Espanha. Mas antes que você pense que este nome é uma equação matemática, leia-o da maneira correta: Cinco por Infinito.

A Formação da Equipe - Primeira história - Clique para ampliarA história mostra um misterioso ser extraterreno que seleciona quatro humanos com características distintas para se juntarem a ele em aventuras pelo espaço sideral. Eu falei quatro? É isso mesmo… Infinitus chamou Antares, um professor de astronomia; Alfa, uma psiquiatra; Taurus, um guarda-costas profissional; Argo, um dublê. Mas, Libra, a atriz namorada de Argo, veio de contrapeso e acabou permanecendo no grupo (clique na imagem ao lado para ver a apresentação dos membros da equipe). As histórias misturavam Número 8: O Julgamento da Terra - Clique para ampliaraventura e fantasia e era um terreno propício para a arte psicodélica de Esteban Maroto. Mas também havia crítica social, bem ao jeito dos anos 60 (como nesta outra página à direita).

No Brasil a série recebeu o nome de Cinco Por Infinitus e foi lançada pela lendária Editora Brasil-América em 1971, na revista Edição Monumental. Foi aí que começamos a conhecer melhor Esteban Maroto. A revista teve 19 números, com 24 páginas e uma história por edição, exceto no último número, com duas histórias menores. A curiosidade é que a numeração desta última edição foi 19/20. Nos Estados Unidos, Cinco Por Infinitus ganharia uma versão adaptada por Neal Adams chamada de Zero Patrol.

Esteban Maroto, desenho publicado em 72 - Clique para ampliarO texto a seguir foi publicado na seção Notícias em Quadrinhos da revista Cheyenne (Reis do Faroeste), nº 31, de julho de 1972, da Ebal, e conta um pouco sobre o desenhista:

Grandes Desenhistas HQ – Esteban Maroto

Para os leitores de nossas revistas, o nome de Esteban Maroto é bastante familiar, pois trata-se do desenhista responsável pela série Cinco por Infinitus que a Ebal orgulhosamente vem publicando.

Número 10 - As Células Inteligentes - Clique para ampliarNascido em Madrid, no ano de 1942, Maroto desde os quatorze anos começou a trabalhar profissionalmente no campo das histórias-em-quadrinhos. A dedicação continuada e o amor ao desenho lhe dão condições de criar um estilo próprio que alcançou seu ponto culminante, nos últimos anos, com as séries Cinco por Infinitus, Wolf e Manly, esta última ainda inédita.

Foi escolhido como um dos artistas que representou a Espanha na 1ª Bienal Mundial da Historieta que se realizou em Buenos Aires – e, em maio deste ano, foi eleito pela Academy of Comic-Book Arts (ACBA) como o melhor autor estrangeiro de histórias-em-quadrinhos.

• • •
Na década de 80 a Ebal publicaria álbuns com mais personagens de Maroto. Mas essa é outra história.
Todas os quadrinhos que ilustram este texto podem ser baixados em alta resolução.
Número 6 - O Mundo das Sereias - Clique para ampliarNúmero 18 - O Tabu dos Soberanos - Clique para ampliar
Para saber mais, leia o texto deste blog espanhol, escrito de Madri, sobre o desenhista. Leia o verbete na Wikipédia em inglês e na Comiclopedia.
Em breve voltarei ao assunto e publicarei também wallpapers com desenhos desse artista.

Anúncios